BERNARDO LOPES

Bernardo Lopes é realizador e produtor na Promenade.

Aos 13 anos, entra em contato com o cinema pela primeira vez quando é convidado para ser jurado na 39ª edição do Giffoni Film Festival, em Itália.

É convidado pela revista europeia Nisimazine para ser crítico de cinema na 61ª edição do Festival Internacional de Cinema de San Sebastian, em Espanha, bem como na 67ª edição do Festival de Cannes, em França. Como resultado dessas experiências, começa a colaborar como crítico no C7nema, um dos mais importantes websites de cinema em Portugal.

Em televisão, começa sua carreira como parte da equipa de produção da Sport TV na cobertura da final da Liga dos Campeões da UEFA, em Lisboa.

Volta ao cinema quando é convidado para ser jurado na 71ª edição do Festival de Cinema de Veneza, na seção Giornate Degli Autori – Venice Days. Torna-se também o embaixador de Portugal do Prémio LUX, distinção atribuída pelo Parlamento Europeu.

Mais tarde, nesse ano, é selecionado para fazer parte da Essemble – Nomadic Realities and Digital Filmmaking, onde teve a oportunidade de estudar cinema em universidades como a Luca School of Arts, na Bélgica, IFS – International Filmschool Koln, na Alemanha, e MOME – Universidade Moholy-Nagy de Arte e Design, na Hungria.

No mesmo ano, realizou a sua primeira curta-metragem LUX, tendo ganho mais de 10 prémios e tendo sido seleccionado para mais de 60 festivais nacionais e internacionais de cinema (Curtas Vila do Conde, Lisbon & Estoril Film Festival, Fantasporto).

Realizou Yuan Yuan, uma curta-metragem documental na China, para o projeto internacional Looking China 2015, que teve sua estreia internacional no Chinese American Film Festival, na Califórnia.

Antes de se licenciar em Cinema e Televisão na ULHT – Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, em Lisboa, realizou a sua segunda curta IVAN, que estreou internacionalmente no aclamado Festival Internacional de Cinema de Tânger, e ganhou vários prémios, incluindo o de melhor realizador no Chelsea Film Festival, em Nova Iorque.

EVA, a sua terceira curta-metragem, está em fase de pós-produção e terá sua estreia mundial no final de 2018. Já está em fase de pré-produção para o MOÇO, uma curta-metragem com o apoio da Fundação GDA, que será filmada em novembro de 2018, e está a angariar financiamento para a sua primeira longa-metragem ÍCARO.

PT
EN PT